Ainda não é cadastrado? Cadastre-se! - Esqueceu a senha? Clique aqui! [0 itens]

Projeto Sentinela - Combate o Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

quarta-feira, 19 de maio de 2010

O dia 18 de maio é a data nacional de combate a violência, abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Em Videira, a questão é discutida e tratada pela Prefeitura de Videira, através do Departamento Municipal de Ação Social e do Serviço de Enfrentamento à Violência, Abuso e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes (Sentinela).O programa foi instituído no município em 2001 , através de uma parceria dos governos Federal e Municipal, com a intenção principal de atender crianças e adolescentes vítimas de qualquer tipo de violência. Para a realização deste trabalho, o Sentinela conta com uma equipe multiprofissional composta por psicólogo, assistente social e pedagogo, aptos a oportunizar a participação em trabalhos que visem a promoção e o desenvolvimento psicossocial destes indivíduos. Além disso, a equipe também atua intervindo na situação de “violência” contra crianças e adolescentes, adotando uma postura ética e atuando na prevenção desta problemática. 

Somente no mês de abril deste ano, o Programa atendeu 51 casos de violência em Videira. Destes: 6% foram de violência física, 4% de violência psicológica, 74% de abuso sexual, 4% de exploração e 12% de negligência. Casos estes notificados e em acompanhamento. “Lembramos que infelizmente esses números podem ser ainda maiores, pois muitos casos não são denunciados e por isso, não chegam até a rede de proteção da criança e do adolescente”, aponta a diretora do Departamento Municipal de Ação Social- Rosani Manenti. 

Segundo a assistente social do município - Maria Eneida Furlin Dresch a denúncia é o principal meio de combater este crime. Quem quiser denunciar, pode utilizar três telefones diferentes: (49) 3566-6743 – do Programa Sentinela, o (49) 3566-6135 – do Conselho Tutelar e o Disque Denúncia no número 100. “Não compactue, pois nós não podemos dizer o nome da vítima, mas você pode dizer o nome do agressor. Não feche os olhos, denuncie!”. 

Início - O 18 de Maio foi instituído pela Lei Federal n. º 9970/00 como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual como forma de estimular e encorajar as pessoas a denunciarem situações que envolvam qualquer tipo de violência e criar possibilidades e incentivos para implantação e implementação de ações de políticas públicas capazes de fazer o enfrentamento. A data foi escolhida porque em 18 de maio de 1973, em Vitória (ES), um crime bárbaro chocou o País e ficou conhecido como o “Crime Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade que foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada por jovens de classe média alta daquela cidade. 

Desde a criação dessa Lei, a sociedade civil organizada promove atos de mobilização social e política na perspectiva de avançar no processo de conscientização da população sobre a gravidade da violência sexual e ao mesmo tempo impulsionar a implementação do Plano Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Criança e Adolescente. 

Silvia Angelica Palma 
Assessoria de Comunicação 
Fotos: Arquivo

Localização

Oferecimento

Tag Cloud



Agenda de Eventos


Rádios online


No Twitter...



Copyright 2008-2013 - EM Soluções para Internet ltda
Todos os Direitos Reservados
Versão 1.8b